Quatro maneiras de promover a paz por meio do Rotary

Segundo a Agência da ONU para Refugiados, 65,6 milhões de pessoas estão deslocadas devido a conflitos, violência ou perseguição. No Rotary, nós nos recusamos a aceitar essa realidade e nos dedicamos a projetos que tratam as causas dos conflitos, como pobreza, desigualdade, tensões étnicas e falta de acesso à educação.

20110226_HT_185

Continuar lendo

Anúncios

Por que estamos ignorando pessoas que querem fazer parte do Rotary?

Por Bob Wallace, coordenador do Rotary da Zona 24 Leste e associado do Rotary Club de Port Hope, no Canadá

No Instituto da nossa zona em Winnipeg, vi uma apresentação sobre o programa on-line de indicações de candidatos à associação ao Rotary. O que mais me chamou a atenção é que os distritos estão recebendo muitas solicitações de pessoas interessadas em se associar, mas não estão fazendo o devido acompanhamento e acabam perdendo muito com isso.

Depois do Instituto, estive na Sede Mundial do Rotary em Evanston, nos Estados Unidos, para participar de um treinamento como coordenador do Rotary. Brian King, que é o diretor de Desenvolvimento do Quadro Associativo do RI, salientou que o fato de não dar sequência a essas indicações é uma grande falha e arranha a nossa imagem pública. Pense nisso. Uma pessoa entra em contato com você, e você a ignora totalmente. O que isso diria sobre você? E sobre o grupo ou organização que você representa?  No mundo corporativo, as empresas vão atrás de contatos e visitas para gerar negócios, muitas vezes sem obter resultados positivos. No nosso caso, as pessoas estão vindo a nós por meio deste sistema, pedindo para fazer parte do Rotary. A maior parte do trabalho já está feita!

Continuar lendo

Seus conhecimentos podem ajudar a mudar vidas

Por Paolo Pasini, associado do Rotary Club de Rimini, Itália, e ex-governador do Distrito 2072

Ao longo dos meus muitos anos como rotariano, tive a oportunidade de atuar em vários cargos de liderança. Atualmente, sou presidente da Comissão Distrital de Serviços Internacionais (CDSI) do Distrito 2072 e coordenador da campanha Elimine a Pólio Agora para as Zonas 12 e 13B. Trabalhando nessas funções, aprendi muito sobre o Rotary e consegui transmitir meus conhecimentos a outros rotarianos. Profissionalmente, sou psicólogo e trabalho desenvolvendo formas inovadoras de recrutar talentos para uma empresa que fabrica máquinas de classificação de frutas e vegetais.

Continuar lendo

Equipe de formação profissional visa capacitar professores na Tanzânia

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Alunos reunidos pela manhã antes das aulas em Kiriki.

Por Thomas Walsh Jr., associado do Rotary Club de Ames, Estados Unidos

A escassez de professores em face do crescimento no número de escolas públicas de ensino médio aliada a um novo sistema de avaliação nacional obrigatório têm criado desafios para o ensino médio na Tanzânia.

Consequentemente, o país tem vivenciado um aumento na rotatividade de pessoal, o que tem forçado escolas a contratarem professores com educação pós-secundária e capacitação formal em magistério limitados e levado a um desempenho cada vez pior dos alunos nos exames.

Continuar lendo

Dando vida à Marca Rotary – Ajude a divulgar a campanha Pessoas em Ação

POA_TWPOST_1200x670_inspire_PT

Embora muitas pessoas tenham ouvido falar do Rotary, poucas compreendem realmente o que os Rotary Clubs fazem. Na verdade, 35% do público desconhece os programas rotários e não sabem das atividades do clube local.

Por esta razão, o Rotary criou a campanha publicitária global Pessoas em Ação.  Anúncios da campanha podem ser baixados no site Rotary.org/pt/brandcenter, onde encontram-se diretrizes sobre como usar e customizar cada elemento, contribuindo para que clubes em qualquer parte do mundo contem suas histórias de maneira consistente e atraente.

Continuar lendo

Uma árvore plantada para cada rotariano até 22 de abril

Rotary Club de Goiânia-Anhanguera.jpg

O Rotary Club de Goiânia-Anhanguera plantou 2.600 mudas de 37 espécies.

Este é o desafio lançado pelo presidente do Rotary International Ian Riseley, que defende que a preservação do meio ambiente e o combate a ações que provocam mudanças climáticas são vitais à sustentabilidade dos projetos humanitários da organização.

Riseley desafiou os Rotary Clubs a fazerem a diferença plantando uma árvore para cada um dos seus associados entre o início do ano rotário, em 1 de julho, até o Dia Internacional da Terra, em 22 de abril de 2018.

Continuar lendo