Revisitamos o projeto que beneficiou o Vale do Ribeira, interior de São Paulo

Em junho de 2017, divulgamos a iniciativa que causou impacto na vida de mães e filhos do Vale do Ribeira, SP. Convidamos Lina Harumi Shimizu e Antonio Carlos Misawa, que são respectivamente dos Rotary Clubs de Registro-Ouro e de Registro, os empreendedores do projeto, para falar mais um pouco sobre ele e seus planos futuros.

1)    Como nasceu a relação de irmandade entre os Rotary Clubs de Registro, SP, e os dois Rotary Clubs de Nakatsugawa, no Japão?

Lina: Em 4 de agosto de 1980 foi firmado o convênio entre as cidades-irmãs de Registro, estado de São Paulo e de Nakatsugawa, província de Gifu. Desde então, a cada dois anos e meio existe a visita mútua. A Comitiva de Nakatsugawa visitará a cidade de Registro em outubro de 2018, e a Comitiva de Registro deverá visitar Nakatsugawa em 2020. Continuar lendo

Anúncios

Atrações imperdíveis da Convenção de 2018

A Convenção Internacional é um evento que acontece a cada ano em um país diferente, dando aos participantes a chance de comemorem o sucesso da nossa organização, conhecerem lugares novos, fazerem amizades com pessoas do mundo inteiro, ficarem por dentro de tudo o que está acontecendo no Rotary e se divertirem.

O evento deste ano será em Toronto (Canadá), de 23 a 27 de junho, e promete ser incrível. A começar pela cidade anfitriã, que é dinâmica, acolhedora e cheia de lugares surpreendentes. Além disso, iremos comemorar o aniversário de 50 anos do Rotaract e teremos palestras incríveis, exposições de projetos e iniciativas, workshops dos mais variados e eventos organizados pelos rotarianos locais.

Picture3

Continuar lendo

Saiba como ajudar o seu clube a conquistar a Menção do Rotary

Por Débora Watanabe, supervisora, Suporte a Clubes e Distritos, Ribo

Menção do Rotary_Webinar.png

Convido a todos os rotarianos e rotaractianos para o webinar sobre a Menção do Rotary. Este é um reconhecimento que o presidente Ian Riseley espera que todos os clubes recebam. Para tanto, seu clube deve completar as devidas atividades e reportar suas conquistas ao Rotary até 30 de junho.

Para apoiá-los nesta importante jornada o webinar ao vivo contará com demonstrações de como lançar metas e acompanhar resultados.

Participe clicando aqui!

Água limpa: um direito de todo ser humano

No Brasil, de cada 100 litros de água coletada e tratada, somente 63 são consumidos – os 37 litros restantes são perdidos por causa de vazamentos, ligações clandestinas, falta de medição ou medição incorreta. Segundo a ONU, o consumo diário de 110 litros de água por habitante é suficiente para atender às necessidades básicas de qualquer pessoa. No entanto, cada brasileiro consume uma média de 165,3 litros de água por dia, ou seja, mais de 50% acima do recomendado.*

água

Quanto gastamos de água em atividades diárias:

  • Tomar um banho de 5 minutos: 80 litros
  • Escovar os dentes (duas vezes por dia): 4 litros
  • Lavar a louça (3 vezes por dia): 60 litros
  • Lavar a roupa no tanque por 15 minutos: 64 litros
  • Dar descarga no sanitário (8 vezes por dia):80 litros

Veja a seguir algumas maneiras de economizar água no dia a dia.

Continuar lendo

Encerrando a Semana do Rotaract com entrevista dada por um rotaractiano

Nada melhor do que encerrar a Semana Mundial do Rotaract com algumas palavras de um rotaractiano. Para este fim, temos Gabriel Kenji Weiss Tomizawa, do Rotaract Club de Pinhais, como colaborador do blog desta semana. Gabriel está no 2° ano de odontologia na Universidade Tuiuti do Paraná, e entrou na família rotária através do Interact. Seu projeto Baleia Branca, um contraponto ao sinistro jogo Baleia Azul, ganhou destaque no site do Rotary e também na revista Rotary Brasil. Fizemos algumas perguntas a ele sobre o Rotaract. Confira:  

O que o conduziu ao Rotaract e o que o motiva a continuar no clube? 

Bom, eu sou muito grato à família rotária e a muitas outras coisas. Tive muitas oportunidades, criei grandes amizades e fechei muitos ciclos nessa trajetória que estive dentro do Interact. Mesmo sabendo que o Interact e o Rotaract são diferentes, a essência é a mesma e a vontade de continuar mudando o mundo nunca mudou. Isso que me faz continuar no meu Rotaract Club.

Gabe club members

Continuar lendo

Na onda do Rotary

Por Brett Morey, presidente do Grupo de Companheirismo de Surfe e ex-presidente do Rotary Club La Jolla Golden Triangle, EUA

Você já pensou em transformar seu hobby em algo maior por meio do Rotary? Eu sou da Califórnia, EUA, e cresci fazendo bodyboard nas praias de Huntington Beach e Del Mar antes de começar a surfar, há 34 anos. Em maio do ano passado, tive a grande ideia de fazer algo diferente com a minha paixão pelo surfe.

Por anos, sempre ouvi os líderes da organização falarem sobre formas de tornar o Rotary mais divertido, com o envolvimento de jovens nas nossas atividades e a inclusão de mais pessoas no quadro associativo. Um dia pensei: por que não criar um Grupo de Companheirismo que organize atividades legais e envolva os participantes dos programas pró-juventude? Se há algo que o Rotary me ensinou foi que o impossível não existe.

youth

Continuar lendo

Uma nova perspectiva do Rotary

Por Ricardo Buso, associado do Rotary Club de Araras Alvorada, Distrito 4590

Minha relação com o Rotary começou de uma maneira inesperada. Sempre via o Rotary como um agrupamento de amigos interessados pela vida social – mais no sentido de badalação e nada além disso. No entanto, sempre soube que rotarianos são pessoas de respeito na sociedade. Via isso nitidamente em um amigo de trabalho chamado Breno Castellar, que era rotariano e demonstrava nitidamente satisfação com o Rotary e um envolvimento cada vez maior em ações voltadas à comunidade. Em outubro, mês rotário dedicado ao Desenvolvimento Econômico e Comunitário, este amigo me convidou para fazer uma palestra no seu clube, o Rotary Club de Araras. Honrado, prontamente aceitei o convite, sem jamais pensar que aquela experiência mudaria a minha imagem da organização. No dia marcado, cheguei ao clube com um pouco de nervosismo e fiquei surpreso com a atenção e os cuidados com que eu e minha família fomos recebidos. Nada de pompas e circunstâncias, mas um exemplo claro de acolhimento que, hoje em dia, é difícil de se ver. Continuar lendo